Guarulhos/SP | Prefeito quer extinguir autarquia e demitir quase 5 mil

Os funcionários da Autarquia Municipal Proguaru, em Guarulhos/SP, foram surpreendidos com a notícia do projeto de lei enviado pelo prefeito Gustavo Henric Costa extinguindo o órgão em um prazo de até dois anos. Os trabalhadores formaram Comissão e, juntamente com o STAP (Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos) e a Fesspmesp (Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos Municipais do Estado de São Paulo) se mobilizam contra a retirada deste projeto (PL 2745/20), que compromete o emprego de mais de 4.500 funcionários diretos.

O STAP adverte: “a Proguaru é lotada de cargos comissionados. Ou seja, de pessoas indicadas quase sempre por interesses políticos – seus salários começam em R$ 3.000,00”. Além disso, diz ainda a nota da entidade que “a diretoria da Proguaru é imensa – com salários em torno de R$ 7.000,00”.

Aproveitando o ensejo do manifesto contra a Reforma Administrativa, os dirigentes reunidos com os representantes da Confederação, gravaram um vídeo no qual repudiam a atitude da Prefeitura de Guarulhos.

CONFIRA

SAIBA MAIS

A Proguaru é uma empresa de economia mista de Guarulhos, responsável pelos serviços de zeladoria na cidade. De acordo com a Secretaria Municipal da Fazenda do município, a empresa acumula prejuízos desde 2013 e, portanto, propõe, por meio de Projeto de Lei do Executivo Municipal encaminhado à Câmara a extinção da companhia.

Em nota, o Sindicato afirma:

A extinção da Proguaru significará a demissão de aproximadamente 4.600 Servidores, cuja maioria é gente humilde, que recebe salário irrisório”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×