A proposta de Reforma Administrativa é a destruição do Estado brasileiro

A (CSPM) Confederação Nacional dos Servidores Públicos Municipais repudia veementemente a proposta de Reforma Administrativa apresentada pelo Governo Federal ao Congresso Nacional. Esta proposta não é uma Reforma, mas a destruição do Estado brasileiro e dos serviços públicos, além de ampliar a corrupção institucionalizada no País.

O fim da estabilidade do Servidor, funcionário e empregado público, a permissão de contratação sem concursos em diversas áreas técnicas, gerenciais e estratégicas, permitirá o uso da máquina pública para atender interesses pessoais e de pequenos grupos. Ou seja, não trará a eficiência cantada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e muito menos reduzir as desigualdades quando ficam de fora deste projeto o judiciário e o próprio legislativo.

Se analisarmos os últimos acontecimentos em ordem cronológica, podemos entender melhor esta proposta. O Governo eleito com o discurso de combate a corrupção, reduzir ministérios, não fazer conchavos políticos, aos poucos vão sendo escancarados: rachadinhas, fake news, gabinete do ódio, reunião ministerial, ataque às instituições, prisões de correligionários, pedido de impeachment, negociação com parte do centrão ( grande maioria investigados por corrupção), enfraquecimento da Lava Jato, reforma administrativa abrindo os orçamentos para os corruptos, retirada do judiciário e legislativo do projeto para não terem problemas e manter as regalias.

Lutamos por um Estado independente, presente, eficiente, justo, transparente, democrático e, principalmente, sem corrupção.

NÃO À PEC DA REFORMA ADMINISTRATIVA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×