Seja homem: se cuide! | Novembro Azul alerta sobre a prevenção ao câncer de próstata

A campanha Novembro Azul foi trazida em 2008 pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, junto a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Entre as ações promovidas durante o mês, há a oferta de exames de próstata gratuitos ou com desconto, além da promoção de ações que levam informação às pessoas e profissionais. É preciso, frequentemente, relembrar a importância da conscientização, pois os homens são mais displicentes quanto aos cuidados com a saúde. Ainda mais no que se refere a situações que podem sim ser constrangedoras, como o exame para avaliação da próstata.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos, é o segundo tipo mais corriqueiro. A taxa de incidência é maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento. Cerca de 75% dos casos de câncer de próstata no mundo ocorrem a partir dos 55 anos.

Estimativa de novos casos: 65.840 (2020 – INCA), correspondendo a 29,2% dos tumores incidentes no sexo masculino.

Número de mortes: 15.983 (2019 – Atlas de Mortalidade por Câncer – SIM).

O QUE É A PRÓSTATA

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso). A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

COMO IDENTIFICAR O CÂNCER

Por mais que o câncer de próstata não demonstre sintomas em estágio inicial, há alguns sinais que indicam a doença e que podem aparecer em estágio avançado:

1) Micção frequente;
2) Fluxo urinário fraco ou interrompido;
3) Vontade de urinar frequentemente à noite;
4) Sangue na urina ou no sêmen;
5) Disfunção erétil;
6) Dor no quadril, costas, coxas, ombros ou outros ossos se a doença se disseminou;
7) Fraqueza ou dormência nas pernas ou pés.

Ademais, é importante manter o médico informado sobre qualquer tipo de sintomas para que a causa seja diagnosticada antes de estar em um estágio muito avançado e já se iniciar o tratamento. Segundo o Instituo Nacional de Câncer, o diagnóstico precoce é uma boa estratégia para encontrar um tumor numa fase inicial, podendo ser feita por meio de exames clínicos, laboratoriais, endoscópios ou radiológicos.

Novembro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×