Youtube

CSPM TV - Assista! Divulgue!
 
 
 
A CSPM TV é o canal oficial da nossa Confederação.
Publicamos muitas entrevistas, ações de luta e muito mais.
FIQUE LIGADO!
 
 
Clique aqui e saiba como
ENTREVISTA Brasília, 24 de novembro de 2017

Lourival Basílio, de Bebedouro/SP: Coordena
Estado da Bahia e tem esperança no País


Lourival Basílio é exemplo de liderança sindical no Estado de São Paulo, especialmente em Bebedouro

A ampliação dos trabalhos da CSPM por todo o País continua. Na última entrevista do ano conversamos com o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Bebedouro (Sindseb) e coordenador eleito para o Estado da Bahia, o companheiro Lourival Rosa Basílio. Aos 46 anos, acumula conquistas, experiências e disposição de luta. É casado com Adineia Cordeiro e pai da linda Lorena e do Caetano.

Seu cargo de origem na Administração Municipal de Bebedouro é Guarda Civil Municipal (desde 1994). Entrou no Sindicato em 2008, mas desde 2004, quando foi um dos integrantes do Conselho Fiscal, atua com afinco em defesa da categoria. Posteriormente, se aliou às demais lideranças da Fesspmesp (Federação dos Servidores Municipais de São Paulo) e, desde então, realiza um ótimo trabalho.

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA A SEGUIR

Lourival Basílio Rosa é presidente do Sindicato
dos Servidores Públicos de Bebedouro/SP e
coordenador estadual pela CSPM na Bahia
1) É verdade que você já sofreu perseguição no trabalho?
Infelizmente, o que eu passei é uma realidade frequente em grande parte das Prefeituras. Em 2003, sofríamos demais com uma Administração fraca e que não dava qualquer suporte aos Servidores, em especial aos GCMs, que tinham os direitos defasados. Ao recolher assinaturas para a greve que estáva sendo organizada, sofri sanções e fui perseguido injustamente.

2) E como fez para superar e vencer esses obstáculos?
Uma vez que tive esse apoio, comecei a colaborar mais ativamente com o Sindicato e no ano seguinte fui convidado a participar do Conselho Fiscal. Foram quatro anos acompanhando as contas e fiscalizando de perto o que entrava e saia da entidade. Essa experiência foi fundamental para formar o dirigente sindical que sou hoje. Sobretudo, aprendi que é uma função que exige demais do dirigente, todos os dias é preciso ter força de vontade para lutar..


3) Conte como ocorreu a transição para a presidência da entidade.
Foi algo natural. Posso dizer que sempre estive pronto e a oportunidade apareceu no momento oportuno. Sempre fui uma pessoa inconformada com injustiças e desmandos. Na vida pessoal ou profissional tenho o pensamento de que você deve desejar e fazer aos demais o que gostaria para si. Assim foi feito e consegui chegar no posto máximo da entidade. Amo verdadeiramente o que faço.

4) Que conquistas pode citar alcançadas por meio de lutas do Sindicato?
Prova disso, são alguns movimentos que realizamos em Bebedouro. Não dá, e eu enquanto presidente, não posso admitir que o Servidor fique de braços cruzados meio à injustiças. Só na minha gestão foram três greves realizadas e cada qual com um avanço conquistado. Aí eu pergunto: onde teriam ficado essas conquistas se não tivéssemos ido à luta? Estou certo que foram medidas necessárias.


Participativo, o dirigente procura ajudar os companheiros de militância e aprender mais do setor público

5) Como andam os trabalhos da CSPM na Bahia, Estado que você coordena?
Agora, a Fesspmesb (Federação dos Sindicatos dos Servidores da Bahia), criada com apoio da CSPM, conta com dirigentes de campo atualizados e combativos nas principais demandas das entidades no Estado. Além disso, tem crescido a procura de Sindicatos para unir forças. Está tudo muito bem encaminhado. Todos estão empenhados para consolidar o processo burocrático de fundação.

6) Qual sua avaliação sobre atual conjuntura política do País?

Nada agradável. Infelizmente, direitos dos trabalhadores têm sido retirados e há uma destruição do nosso País, qual tem potencial para ser um dos mais desenvolvidos do mundo. Lamentavelmente, a população está fragilizada em tomar atitudes quanto a esse Governo corrupto, que compra posicionamentos e votos, sendo que o peso da decisão cabe ao povo. Esse sim é que tinha que ter validade.

7) Como a unidade do setor pode contribuir para a reconstrução do Brasil?

O País se encontra nessa situação deprimente, porém o desenvolvimento que ocorreu até aqui se devem ao Servidor, que deu seu sangue para manter o Brasil erguido e feito com que ele prosperasse. Sabemos que as políticas da iniciativa privada tem seu grande valor nesse sentido, mas graças ao trabalho do setor público temos uma nação tão grande e valiosa. Essa contribuição vai continuar.


Simpatia e alegria são qualidades que marcam a personalidade de Dênis que atua em prol da categoria

8) Como os Sindicatos estão se organizando sem a contribuição sindical?
Nós todos sabemos que a contribuição sindical é essencial, lógico que os grandes Sindicatos com maior arrecadação terão mais facilidade para organizar as contas. Já as entidades de cidades menores terão dificuldade, porque as demandas nestas são as mesmas. Vamos ter que ampliar as parcerias, economizar e planejar melhor as ações mobilizações. Isso de fato impossibilita muitos trabalhos.

9) Qual é o verdadeiro papel do dirigente sindical?

É fazer a representação de seus trabalhadores e reivindicar seus direitos, os quais, na maior parte da vezes, os patrões negligenciam. Então, o dirigente faz essa cobrança para que o Servidor tenha uma condição de vida mais digna, justa e igualitária. Nosso papel é conquistar a valorização do Servidor pelo que ele faz e não pelo que o gestor acha que deve pagar. Isso tende ser sempre assim.

10) O que espera para o Brasil nas próximas eleições? Existe esperança?

Existe sim esperança! Que brasileiro seria eu se não acreditasse e não fizesse presente essa força que nos mantém vivo por dias melhores. Acredito que nas próximas eleições conseguiremos  mudar um pouco a política nacional, porém ainda teremos dificuldade em mudança total. Mas já é um passo para que possamos cobrar um pouco mais sobre os direitos e deveres desses políticos.

CLIQUE AQUI E CONFIRA A ENTREVISTA ANTERIOR

Continue bem informado sobre as principais ações da nossa Confederação. Além do site, você pode acessar os perfis da CSPM nas principais redes sociais: Facebook, Twitter, Flickr, Instagram e YouTube. Informações sobre filiações e parcerias, envie e-mail para contato@cspmbrasil.com.br ou ligue (61) 3225.9358.

Lourival Basílio ao lado do presidente Aires Ribeiro na eleição do Sindicato de Bebedouro em 2017
 
 
 
 
 

Youtube